ACERVO I MST - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

O MST - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra tem suas origens na década de 1970. Nesta época, surgiram em todas as regiões do país manifestações camponesas contra as formas de expropriação e expulsão da terra, que resultaram das transformações da agricultura brasileira na ampliação da exploração dos trabalhadores rurais.

A expansão da fronteira agrícola, mega-projetos como barragens e a mecanização combinaram para eliminar pequenas e médias lavouras e contribuíram para a concentração capitalista da terra. Este processo intensificou o êxodo rural que forçou a migração de mais de 30 milhões de camponeses. Dos que migraram para a cidade, motivados pela aceleração do processo de industrialização - o chamado "milagre brasileiro" - grande parte ficou desempregada na virada dos anos 1980, quando a indústria brasileira apresentou sintomas da crise. Assim, duas portas de mobilidade social no campo e na cidade foram fechadas para os camponeses. Alguns tentaram resistir na cidade e outros se mobilizaram para voltar à terra, buscando diversas formas de luta. Desta tensão, movimentos locais e regionais se desenvolveram na luta pelo território.

Em 1984, apoiados pela CPT - Comissão Pastoral da Terra, representantes destes movimentos socioterritoriais, sindicatos de trabalhadores rurais e outras organizações reuniram-se em Cascavel, Paraná, no 1º Encontro Nacional dos Trabalhadores Rurais Sem Terra para fundar o MST. Desde então, o MST tem lutado para ampliar o número de famílias assentadas e territorializar-se por todas as regiões brasileiras. Atualmente o MST está organizado em 24 estados em milhares de assentamentos. Entre 2000 e 2007, o Movimento organizou 65% das ocupações de terras no Brasil.

O Acervo do MST no CEDEM revela parte desta história. O acervo foi organizado a partir dos trabalhos de campo do geógrafo Bernardo Mançano Fernandes, que viajou o país no final dos anos 1990 para levantar dados para sua tese de doutorado sobre a formação do Movimento. Atualmente é professor doutor de geografia da UNESP – campus de Presidente Prudente. Fernandes foi autorizado pela Direção Nacional do MST reunir documentos com a intenção de criar um Centro de Memória do MST.

Em 24 de agosto de 1999, um convênio foi firmado entre UNESP e o MST para guardar no CEDEM, em situação de custódia, os documentos colhidos por Fernandes. O convênio foi renovado em novembro de 2007. A partir de janeiro de 2008, com financiamento do IICA-Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura, administrado pelo NEAD-Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural, do Ministério de Desenvolvimento Agrário, foi iniciado um projeto de organização e disponibilização do acervo, elaborado pelo grupo de pesquisa NERA-Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos de Reforma Agrária, sob coordenação de Fernandes e Clifford Andrew Welch.

O projeto foi finalizado em julho de 2009 com a organização de quase 3.000 documentos, publicações, cartazes, teses e vídeos. Foi produzido um Plano de Classificação , dividindo os materiais em 15 grupos, 33 subgrupos e 83 séries documentais. Um catálogo eletrônico foi elaborado e disponibilizado na Internet, facilitando pesquisa no acervo.

Como parte do projeto, mais que 10.000 páginas do acervo foram digitalizadas. A maior parte é das principais publicações do Movimento: o Jornal Sem Terra (1981-2008) e a Revista Sem Terra (1997-2008). O acervo de publicações digitais também tem séries quase completas de boletins - como Boletim da Educação - cadernos - como Caderno de Formação e dezenas de cartilhas. Todas as páginas foram indexadas e disponibilizadas na Internet, com links nos sites do CEDEM, MST e NERA. O programa de indexação – DocPro – permite buscas por qualquer palavra em qualquer combinação de páginas, cujos resultados podem ser salvos pelo pesquisador em formato PDF.

Seguem os links de consulta para começar sua pesquisa no acervo e publicações do MST.



                                                                                                              







CEDEM - CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA DA UNESP
Praça da Sé 108 - São Paulo - SP - Brasil - CEP 01001-900 - Tel / Fax 11.3105.9903