MEMÓRIA DA UNESP I HISTÓRIA ORAL
INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO
clique para Intituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas de São José do Rio PretoA Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São José do Rio Preto surgiu em decorrência da expectativa que havia nos anos 50 em torno da possibilidade de expansão do ensino superior no interior do Estado. No caso de Rio Preto, a comunidade local desenvolveu ampla campanha, apoiada pela imprensa, em torno da criação de uma universidade. Esses esforços foram contemplados a 25 de maio de 1955 com a Lei Municipal que criou uma Universidade para Rio Preto tendo como sua primeira unidade universitária uma Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Esse ato, emanado do poder público municipal, contou com a concordância das autoridades educacionais do Estado de São Paulo que prestigiaram, com sua presença, a posse solene do Conselho Geral e da Diretoria Executiva da Universidade ocorrido a 20 de agosto de 1955. Participaram desse ato o Reitor da Universidade de São Paulo, professor Dr. Alípio Corrêa Netto e o Diretor Geral do Departamento de Educação do Estado, professor Dr. Raphael Grisi, que foi o primeiro diretor da unidade. O professor Grisi ficou encarregado de formar o primeiro corpo docente escolhido entre professores recém formados, da Universidade de São Paulo. Posteriormente, a Faculdade foi estadualizada (maio de 1957). Em 1959, o patrimônio da Faculdade, que pertencia à Prefeitura Municipal, foi doado ao Estado. Os primeiros cursos ministrados foram História Natural, Letras Neolatinas, Letras Anglo-Germânicas e Pedagogia. Assim como no caso das outras unidades universitárias recém-criadas, a instalação de uma Faculdade de Filosofia numa cidade do interior do Estado era um agente inovador, do ponto de vista cultural o que repercutiu na vida da Faculdade nas suas relações com a comunidade local. Em 1976 foi implantada a Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Lei Estadual nº 952/76) e a FAFI passou a fazer parte dela, alterando assim seu nome para Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). O curso de História Natural, em 1976, foi transformado em Licenciatura em Ciências Biológicas, tendo sido criado também o curso de Bacharelado em Ciências Biológicas, em 1977. Em 1983, foi a vez do Curso de Engenharia de Alimentos e, em 1987, iniciou-se o Curso de Bacharelado em Ciências da Computação. Ao lado dos cursos de graduação, o IBILCE desenvolve oito programas de Pós-Graduação e cumpre, ainda, amplo programa de extensão.

CEDEM - CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA DA UNESP
Praça da Sé 108 - São Paulo - SP - Brasil - CEP 01001-900 - Tel / Fax 11.3105.9903