MEMÓRIA DA UNESP I HISTÓRIA ORAL
FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS DE MARÍLIA
clique para Faculdade de Filosofia e Ciências de MaríliaA Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Marília foi criada no contexto da política do governo de busca de solução para a procura de vagas para o ensino superior, a necessidade de formação de pessoal docente para o atendimento das escolas secundárias recém criadas. Para o atendimento a essa finalidade o governo do Estado propos a criação da várias escolas superiores, os Institutos Isolados de Ensino Superior. A solicitação era a de criação de escolas de alto nível e portadoras de uma linha renovadora de ação. Seu corpo docente poderia ser recrutado tanto no país, como no exterior e as condições de trabalho deveriam ser atraentes para garantir a consolidação de sua estrutura didática e administrativa. Seguindo esses princípios foi proposta a criação de uma Faculdade em Marília, há muito esperada e reivindicada pela população local. Para os trabalhos preliminares foi indicado pelo senhor governador o professor, Dr. José Querino Ribeiro, catedrático da Universidade de São Paulo que, depois de vários estudos, de visitas ao local, de consultas à população, de contatos com outros diretores de novos Institutos, de entendimentos com as autoridades do governo e com as autoridades locais, elaborou projeto para a instalação da Faculdade, o que ocorreu em janeiro de 1957. Os primeiros cursos foram História, Letras e Pedagogia sendo que, posteriormente foi criado do curso de Ciências Sociais. Além dos cuidados essenciais para o estabelecimento do novo Instituto uma observação deve ser feita para os primeiros anos de seu funcionamento. Ao ser implantada a Faculdade houve um tratamento especial quanto à organização da biblioteca que recebeu coleções de documentos importantes para o desenvolvimento a pesquisa histórica. Acontecimento digno de registro foi o Primeiro Simpósio de Professores de História do Ensino Superior, ocorrido em Marília, em 1961, que proporcionou o encontro de professores universitários de história com a finalidade de discutir os problemas relativos ao ensino e à pesquisa. O evento contou com o comparecimento de representantes de várias Universidades brasileiras. Nessa reunião foi proposta a criação de uma associação de historiadores, que deu origem a ANPUH. Em 1976, em decorrência da criação da UNESP a Faculdade passou a ser chamada Faculdade de Educação, Filosofia, Ciências Sociais e da Documentação. As áreas de História e de Ciências foram suprimidas e a Faculdade recebeu, por transferência de Assis, o curso de Filosofia. Foi criado também o curso de Biblioteconomia e a faculdade de Marília passou a abrigar a Coordenadoria Geral de Bibliotecas (CGB). Outros cursos surgiram posteriormente como de Educação Especial e de Fonoaudiologia e, mais recentemente o curso de Relações Internacionais. A Faculdade desenvolve, ainda, cursos de especialização e pós-graduação. Na atividade de extensão destacam-se o Centro de Estudos da Educação e Saúde e o Centro de Documentação Histórica e Universitária de Marília (CEDHUM). O CEDHUM reúne documentação procedente do antigo Arquivo Histórico de Marília e documentos relativos à UNESP. Sob a coordenação de docentes especializados na área, a documentação aí recolhida e está sendo tratada e encontra-se disponibilizada à consulta de pesquisadores interessados.

CEDEM - CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA DA UNESP
Praça da Sé 108 - São Paulo - SP - Brasil - CEP 01001-900 - Tel / Fax 11.3105.9903