MEMÓRIA DA UNESP I HISTÓRIA ORAL
REITORIA UNESP
A Universidade Estadual Paulista (UNESP) foi formada em 1976, pela junção de 14 Institutos Isolados de Ensino Superior do Estado de São Paulo, unidades universitárias criadas, em geral, entre fins da década de 1950 e meados da década de 1960, situadas em diferentes pontos do interior paulista. Os Institutos Isolados tiveram origens diferenciadas, de conformidade com os momentos de sua criação, de acordo com as aspirações de seus criadores e segundo os objetivos a que se prestaram cumprir. Apesar dessa heterogeneidade, eles tiveram em comum o fato de serem pioneiros na implantação do ensino superior público de qualidade no interior do Estado de São Paulo. Essas escolas estiveram sob a administração da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo que, em fins de 1969, criou a Coordenadoria do Ensino Superior do Estado de São Paulo, a CESESP, encarregada do gerenciamento dos Institutos Isolados. Desde inícios de 1975, a idéia da criação da UNESP foi sendo gestada no interior da CESESP, a partir de estudos fundamentados na experiência dos Institutos Isolados. Esboçada no interior da CESESP, com o apoio do governo do Estado, a proposta de criação da Universidade foi aprovada, a 15 de outubro de 1975, pelo Conselho Estadual de Educação. A futura universidade contava com 1.700 docentes, 78% em regime de dedicação integral à docência e à pesquisa, 50% com titulação de doutor, contando com aproximadamente 11.000 alunos. À nova universidade deveria ser anexado, na forma de autarquia o Centro de Educação Tecnológica “ Paula Sousa” . A proposta de criação da UNESP foi apresentada à Assembléia Legislativa a 24 de outubro de 1975 mediante de mensagem do governador Paulo Egydio Martins.

A Lei 952, de 30 de janeiro de 1976, promulgada pelo governo estadual criou a Universidade Estadual Paulista como uma autarquia de regime especial. Propunha implantar o Campus de Ilha Solteira onde deveria ser instalada a Reitoria. De conformidade com o artigo primeiro das disposições transitórias, a sede da Reitoria deveria ficar na Capital até quando houvesse condições favoráveis ao seu funcionamento em Ilha Solteira. Sus primeira sede administrativa estava localizada à Avenida Rio Branco 1 210, nos Campos Elíseos. No ato de criação da UNESP foram incorporados os antigos Institutos Isolados: Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Araraquara; Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis; Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Marília; Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Presidente Prudente; Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro; Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São José do Rio Preto; Faculdade de Farmácia e Odontologia de Araraquara; Faculdade de Odontologia de Araçatuba; Faculdade de Odontologia de São José dos Campos; Faculdade de Ciências Médicas de Botucatu; Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá, Faculdade de Medicina Veterinária e Agronomia de Jaboticabal e Faculdade de Música “Maestro Julião”.

Dando início à administração da nova universidade, o Presidente do Conselho Estadual de Educação Dr. Moacyr Expedito Marret Vaz Guimarães, passou a responder pela Reitoria da Universidade. O Presidente ficou responsável pela organização do Conselho Provisório, formado inicialmente pelos diretores das Faculdades que constituíram a UNESP. Ao Conselho Universitário Provisório coube a tarefa de imprimir à nova instituição suas características básicas, enquanto autor dos estatutos e do regimento que deveriam conduzir a universidade. Foi também responsável pela escolha do primeiro reitor e vice-reitor. Na reunião de 17 de fevereiro o Conselho Provisório procedeu a escolha dos nomes para compor a lista tríplice a ser apresentada ao governador para a indicação do primeiro Reitor. O Professor Dr. Luiz Ferreira Martins, que fora coordenador da CESESP, foi o escolhido pelo governador para ocupar o cargo de reitor da nova universidade. A posse do primeiro reitor, ocorreu a 10 de março de 1976, perante o governador do Estado Dr. Paulo Egydio Martins, tendo recebido o cargo por intermédio do Presidente do Conselho Estadual de Educação, Dr. Moacyr Expedito Marret Vaz Guimarães, cerimônia efetuada em salão nobre da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. A 8 de abril, procedeu-se a indicação do nome do Vice-reitor, recaindo a escolha no Professor Dr. Armando Octávio Ramos, da Faculdade de Ciências Médicas de Botucatu. O primeiro Estatuto da UNESP foi aprovado a 26 de janeiro de 1977 e o Primeiro Regimento, a 18 de agosto de 1977. O Estatuto de 1977 trazia o feitio da nova Universidade, formada por cinco distritos universitários, em 14 cidades do Estado de São Paulo, formada por 24 unidades universitárias contando, ainda, com o Centro Estadual de Educação Tecnológica “Paula Souza” como autarquia de regime especial, associada à UNESP.


CEDEM - CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA DA UNESP
Praça da Sé 108 - São Paulo - SP - Brasil - CEP 01001-900 - Tel / Fax 11.3105.9903